domingo, 28 de abril de 2013

Quem és tu?

Sinto falta do teu gosto sem te ter provado
Vislumbro o teu rosto sem nunca te ter visto
Lembro o teu cheiro sem o ter sentido
Necessito do teu toque mesmo sem nunca o ter experimentado
Quem és tu que desejo sem conhecer?

FATifer

6 comentários:

  1. Respostas
    1. elvira carvalho,

      Ainda bem que gostou deste meu pequeno desvaneio…

      Votos de boa semana,
      FATifer

      Eliminar
  2. É esta a definição do desejo: algo sem nome nem rosto, mas que faz falta...
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lou,

      Que bem observado… “desejo-te” poderia ser, sem dúvida, outro título para este texto.
      (adoro quando alguém vê algo mais do que vi quando escrevi)

      Beijinhos,
      FATifer

      Eliminar
  3. Lá diz o ditado: Quem procura acha :-))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, os ditados têm a sua razão de ser ;)

      Eliminar

É favor comentar se acha que tem algo a acrescentar…
Aviso apenas que me reservo o direito de eliminar qualquer comentário que entenda, porque sim!